Você está em Material de apoio > Barroco

Arte Barroca

A arte barroca procurou captar a realidade em pleno movimento. Mais do que estrutura, porém, o que se buscava era o embelezamento de portas e janelas e da ornamentação de interiores.

As colunas, altares e púlpitos eram recobertos com espirais, flores e anjos – revestidos de ouro –, numa integração da pintura, escultura e arquitetura, exercendo sobre o espectador uma grande atração visual.

No Brasil, a exploração do ouro e de pedras preciosas na região de Minas Gerais impulsionou a produção da arte barroca.


Basílica de Nossa Senhora do Carmo em Recife (PE), uma das glórias do barroco brasileiro.


Última Ceia (1795-1796), do escultor Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho.

A influência barroca manifestou-se claramente nas pinturas feitas em tetos e paredes de igrejas e palácios. As cenas e elementos arquitetônicos (colunas, escadas, balcões, degraus) proporcionavam uma incrível ilusão de movimento e ampliação de espaço, chegando, em alguns casos, a dar a impressão de que a pintura era a realidade, e a parede, de fato, não existisse.


Afresco da Igreja de São Francisco de Assis, em Ouro Preto (MG), por Manuel da Costa Athayde.


Basílica do Bom Jesus de Matosinhos, em Congonhas (MG).

Como referenciar: "Arte Barroca" em Só Literatura. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2019. Consultado em 21/11/2019 às 01:17. Disponível na Internet em http://www.soliteratura.com.br/barroco/barroco02.php