Você está em Material de apoio > Romantismo

Terceira geração romântica: condoreira

A terceira geração romântica é caracterizada pela poesia libertária influenciada, principalmente, pela obra político-social do escritor e poeta francês Victor Hugo, que originou a expressão "geração hugoana".

Além disso, a ave símbolo da geração é o condor, que habita o alto das cordilheiras dos Andes e representa a liberdade. Daí o nome da geração ser condoreira.

A poesia dessa geração é combativa e prima pela denúncia das condições dos escravos, decorrência do sistema econômico brasileiro, baseado no trabalho escravo. Os poetas dessa geração também clamam por uma poesia social em que a humanidade trabalhe por igualdade, justiça e liberdade.

Seus principais autores são Castro Alves e Sousândrade.

 
Castro Alves e Sousândrade

"Castro Alves do Brasil, hoje que o teu livro puro
torna a nascer para a terra livre,
deixa a mim, poeta da nossa América,
coroar a tua cabeça com os louros do povo.
Tua voz uniu-se à eterna e alta voz dos homens.
Cantaste bem. Cantaste como se deve cantar."

Pablo Neruda

A seguir, estudaremos esses dois importantes autores.

Como referenciar: "Terceira geração romântica: condoreira" em Só Literatura. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2019. Consultado em 20/07/2019 às 10:34. Disponível na Internet em http://www.soliteratura.com.br/romantismo/romantismo08.php