Vanguardas artísticas (continuação)

Surrealismo

O Surrealismo foi um movimento artístico e literário que surgiu na França na década de 20. O movimento era caracterizado pela expressão do pensamento de maneira espontânea e automática, pregando a revolta contra tudo aquilo que reprimia a liberdade.

Os autores surrealistas sofreram influência direta dos estudos de Sigmund Freud, que mostram a importância do inconsciente na criatividade do ser humano, considerado como expressão máxima da liberdade humana. Através do sonho, o homem estava livre de toda a crítica, da censura e principalmente da lógica.


Sigmund Freud - criador da Psicanálise

Marco inicial

O marco inicial do Surrealismo foi a publicação do Manifeste du Surréalisme (Manifesto do Surrealismo), do francês André Breton, em 1924. 


André Breton - escritor e psicanalista francês


Manifeste du Surréalisme, de Andre Breton

Outros marcos importantes do surrealismo (1929)
  • Publicação da revista A Revolução Socialista
  • Publicação do segundo Manifesto Surrealista

Princípios básicos do Surrealismo

No Manifesto do Surrealismo, foram apontados os princípios básicos do movimento surrealista: a ausência da lógica, o resgate das emoções, a exaltação da liberdade de criação, do impulso humano, a adoção de uma realidade superior, entre outros.

Expansão Surrealista

A década de 30 é denominada como o período de expansão surrealista pelo mundo, onde os artistas, cineastas, dramaturgos e escritores assimilaram as ideias e o estilo do surrealismo e as colocaram em prática através de suas obras.

Para saber mais:
No campo das artes plásticas, destacaram-se:

Salvador Dalí e a obra “A Persistência da Memória”, de 1931. A Persistência da Memória é considerada a obra síntese do período surrealista, pois agrega os elementos característicos do movimento, como o rompimento com a razão, a liberação da imaginação, a estética onírica, etc.


Reprodução da obra Persistência da Memória, Salvador Dalí, 1931.

Joan Miró e a pintura O Carnaval de Arlequim, 1924.


Reprodução da obra O Carnaval de Arlequim, Joan Miró, 1924.

Os artistas do surrealismo que mais se destacaram foram: o escultor italiano Alberto Giacometti, o dramaturgo francês Antonin Artaud, os pintores espanhóis Salvador Dalí e Joan Miró, o belga René Magritte, o alemão Max Ernst, e o cineasta espanhol Luis Buñuel e os escritores franceses Paul Éluard, Louis Aragon e Jacques Prévert.

Características do Surrealismo

Como principais características do movimento surrealista, podemos destacar:

  • Pintura com elementos surreais;
  • Formas baseadas na fantasia (sonhos, inconsciente);
  • Busca da perfeição do desenho e das cores, dentro da dimensão do imaginário;
  • Impressão espacial, possuindo ilusões ópticas;
  • Dissociação entre imagens e legendas, conjugadas para construção de cenas de sonho ou de ironia.

O Surrealismo na literatura

Os autores do surrealismo inovaram e renunciaram o romance e a poesia em estilos clássicos, que representavam os valores sociais burgueses da época. As poesias e textos deste movimento são caracterizados pela liberdade e livre associação de ideias, o uso da escrita automática, que consistia em escrever tudo aquilo que vem à mente, sem cortes e, em frases feitas com palavras recortadas de revistas, jornais e imagens demonstravam as ideias do inconsciente.


Poesia surrealista - títulos e fragmentos cortados de jornais diários

Entre os principais escritores estão: Paul Éluard, Louis Aragon, Jacques Prévert e André Breton.

Surrealismo no Brasil

No Brasil, o movimento chegou na década de 1930 e foi absorvido pelo movimento Modernista. É possível observar características surrealistas nas pinturas Nu, de Ismael Nery, e Abaporu, de Tarsila do Amaral.


Nu, de Ismael Nery, 1927


Abaporu, de Tarsila do Amaral, 1928

Para saber mais:
Outros destaques nas artes plásticas foram:

  • Maria Martins - considerada uma das principais escultoras surrealistas;


Escultura de Maria Martins

  • Cícero Dias - pintor pernambucano que foi para Paris, onde se tornou amigo de vários integrantes do movimento surrealista;


Pintura de Cícero Dias, Sonho de uma prostituta (1930/32)

  • Ismael Nery - considerado um dos precursores do surrealismo no Brasil;


Obra de Ismael Nery, Baía da Guanabara

  

Como referenciar: "Surrealismo" em Só Literatura. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2019. Consultado em 19/09/2019 às 15:48. Disponível na Internet em http://www.soliteratura.com.br/premodernismo/premodernismo19.php