Você está em Material de apoio > Modernismo

Transição da primeira para a segunda fase modernista

A transição da primeira para a segunda fase do Modernismo ocorreu em meio a revoltas e conflitos contra a política brasileira e a crise econômica de 1929.

Seu marco inicial é a Revolução de 30 e o término a deposição de Getúlio Vargas pelas Forças Armadas, em 1945.

A Segunda Guerra Mundial também compõe o cenário histórico da época.


Getúlio Vargas durante passagem pela cidade de São Paulo, após vitória na Revolução de 1930.

O período compreendido entre 1930 e 1940 foi determinante para o romance, que denunciou as mazelas sociais, voltando-se para o homem humilde e injustiçado. Nesta época desenvolveu-se o romance regional, urbano e psicológico. A poesia amadureceu as conquistas da Semana de 22 e também se voltou para temas sociais. A segunda fase modernista surge como uma reflexão sobre a época de crise e pobreza.

Manifestações artísticas da segunda fase modernista

O panorama político da época é refletindo na arte que buscou no regionalismo nossas raízes culturais e étnicas e o povo passa a ser retratado na pintura.


Reprodução da obra de Candido Portinari - "Mestiço"


Reprodução da obra de Tarsila do Amaral – “Operários”

No ano de 1936, Oscar Niemeyer e Lucio Costa planejaram o prédio do Ministério da Educação e Saúde, no Rio de Janeiro, considerado marco da arquitetura moderna brasileira.


Edifício Gustavo Capanema (RJ) – marco da arquitetura moderna brasileira

Na busca por encontrar uma linguagem nacional, Heitor Villa-Lobos incorpora melodias populares e indígenas e canto de pássaros brasileiros às suas composições. Para o divertimento das massas, o rádio produz programas de auditório e, o cinema, as chanchadas da Atlântida, e as gravadoras editoras multiplicam-se.


As chanchadas da Atlântida

Neste período as ciências também se desenvolveram. No ano de 1931, surgiu a Universidade do Brasil; em 1933, a Escola Livre de Sociologia e Política e, em 1934, a Universidade de São Paulo.


Prédio da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP)

  
Como referenciar: "Transição da primeira para a segunda fase modernista" em Só Literatura. Virtuous Tecnologia da Informação, 2007-2019. Consultado em 19/09/2019 às 16:47. Disponível na Internet em http://www.soliteratura.com.br/modernismo/modernismo6.php